Conceitos Básicos

Geodiversidade: Diversidade de rochas, minerais, solos e processos que dão origem a paisagens e que são o suporte para uma vida na Terra.

Geossítio: Lugares onde encontramos elementos da geodiversidade com expressivos valores do ponto de vista científico, pedagógico, cultural, turístico ou outro. Os geossítios podem ser classificados, de acordo com uma proposta de Fuertes-Gutiérrez e Fernandéz-Martinéz (2010) em:

  • Ponto (afloramento pontual): feições isoladas de pequenas dimensões;
  • Seções: sequências cronoestratigráficas e / ou feições com desenvolvimento espacial linear, alguns vezes constituídos de pequenos afloramentos;
  • Áreas: sítios de maiores dimensões que apresentem um único tema de interesse;
  • Paisagens / Mirantes: uma grande área de interesse geológico ou um observatório de onde esta área pode ser vista;
  • Áreas complexas: grandes geossítios que apresentem homogeneidade fisiográficas, sendo compostos de diversos outros LIG enquadrados nas tarifas anteriores.

 

Geopatrimônio: Conjunto de geossítios de maior expressão científica, educativa, cultural ou turística e por esta razão são responsáveis ​​por planos e ações de conservação. Muitas vezes também denominado de patrimônio geológico.

Geoconservação: Busca por proteção da diversidade natural de significativos e processos geológicos, geomorfológicos e de solo, e pela manutenção da evolução natural dos processos.

Geoturismo: Turismo que sustenta e incrementa a identidade de um território, considerando a sua geologia, ambiente, cultura, valores estéticos, patrimônio e bem-estar dos seus residentes.

 

REFERÊNCIAS :

FUÉRTES-GUTIÉRREZ I., FERNANDEZ-MARTINEZ E. Inventário de geossites na província de Leão (noroeste da espanha): uma ferramenta para introduzir o geoheritage na gestão ambiental regional. Geoheritage , 2: 57-75, 2010.